quarta-feira, 31 de julho de 2013

45 ANOS



Então vamos lá! Amanhã é o dia do meu aniversário... 45 anos! É, não sou uma garotinha não... Mas estou aqui, firme e forte! Vivi muito bem estes 45 anos. Viajei, trabalhei, "festei", namorei, enfim, fiz de tudo e mais um pouco. 

Nasci numa família maravilhosa! Meus pais, são os melhores!!!!! Tenho duas irmãs maravilhosas, que me deram sobrinhos maravilhosos!




Encontrei - ou fui encontrada por - um homem maravilhoso! Que compartilha sua vida comigo e me faz sentir importante! Formamos uma família linda! Com amor, carinho, repeito, companheirismo, cumplicidade e tudo de melhor que pode existir neste mundo. 
Não nos casamos! Quero dizer, não assinamos um contrato de casamento! Mas nossa união é uma das mais abençoadas por Deus! Quem sabe um dia a gente ainda faça uma cerimônia cheia de flores e amigos! 
Não tive filhos! Quando eu era mais jovem, perdi um bebê no começo da gestação, num aborto espontâneo. Depois disso, não tive a sorte de engravidar novamente. Esta é a minha grande frustração nesta vida...
Sou uma pessoa muito aberta e às vezes chego a ser ingênua! Ainda acredito no ser humano! Quase sempre quebro a cara! Nossa casa vive cheia de amigos! Adoramos receber! Confraternizar sempre!!!!

Meu pai, que sempre foi meu melhor amigo, foi embora! Sinto muito a sua falta... Não ouço mais: - "Filha, o papai está aqui, sempre!" 
Fiz esta tatoo quando tinha 36 anos! Velhinha né? - risos É que meus pais nunca gostaram muito de tatoos, e como é uma coisa que não sai mais, eu precisava ter certeza de que queria mesmo. Assim, quando tive certeza, fui lá e fiz. Ficou linda! Eu adoro!
Como fui guia de turismo durante mais de 10 anos, viajei muito pelo Brasil. Pra fora, só fui a Buenos Aires, Valência, Madri e Paris. Mas ainda tenho planos de viajar muito!


Gosto de moda, mas hoje já não me visto na "última moda" - primeiro porque não tenho o "corpicho" que tinha antes, e outra porque a gente vai se adaptando, e nem tudo que está na moda combina com nosso corpo, nossa mente e nosso estilo de vida. Quando tinha lá, entre 15 e 26 anos, fiz muita campanha publicitária, em jornais, revistas e TV. Poucos desfiles, pois a altura nunca ajudou.
Hoje sou tradutora e trabalho em casa com meu marido.  Nas horas vagas trabalho com marketing/divulgação para os amigos e o blog.
Gosto de artesanato, culinária e decoração. Nossa casa é bem decorada! Ao nosso estilo, é claro. Sempre buscamos coisas diferentes. E misturamos todos os estilos. E os amigos dizem que adoram minha comida... 
Resolvi escrever um blog, pra contar minhas experiências, dar dicas, receitas e compartilhar tudo o que eu acho bom nesta vida. Não sei se gostam ou não, mas eu gosto! E como não atrapalho ninguém, acho que vou continuar por aqui.
Gostaria que as pessoas pensassem menos no dinheiro e aproveitassem mais a vida! Sei que ele - o dinheiro - é necessário! Mas tem tantas coisas que podemos fazer sem ele e que nos faz tão feliz! É só usar a imaginação! Não tem dinheiro pra mandar flores pra namorada? Pegue uma no jardim, ou mesmo no mato! Aliás, no mato tem umas lindas! O papai não voltava pra casa sem trazer uma florzinha para a mamãe. Mesmo quando ele só ia colocar o lixo na rua!



Não sou uma pessoa fácil... Tenho muitos defeitos! Sempre fui muito mimada e paparicada por todos. Sou centralizadora, mandona e cabeça dura. E no meu espaço quem manda sou eu! - risos Mas sou do bem! Respeito quem me respeita e tento não invadir o espaço alheio. Não suporto mentiras, por menores que sejam. Não sei que dom é esse que tenho, mas a verdade sempre cai no meu colo! E, há algum tempo, resolvi não compactuar com mentira alguma... Perdi alguns amigos por conta disso... Mas... Fazer o que? Não dá pra agradar todo mundo o tempo todo!


Bem, o Alê - meu marido - sempre pergunta aos aniversariantes do dia: - "Qual a reflexão do dia?". Vou fazer minha reflexão um dia antes:
Eu vivi muito e muito bem.
Errei muito, e acertei um pouco; 
Passei fome;
Vivi em mansões e em barracos;
Comi caviar e pão duro;
Ri muito... e chorei muito;
Me alegrei e me magoei:
Amei  muito e fui muito amada.
Pesquei, rezei, pulei, dancei, comi, bebi e me diverti - com muito e com muito pouco!
E hoje posso dizer que sou uma mulher FELIZ!
Minha vida vale muito!
Um brinde à vida!
beijocas,
Lyli

















terça-feira, 30 de julho de 2013

QUEIJOS E VINHOS

Eu, como boa leonina, adoro receber. E me casei com um homem maravilhoso que também é leonino e adora receber. Assim, nossa casa (não importa onde seja, é o Nosso Reino) está sempre cheia de amigos confraternizando.
No sábado passado foi um Queijos & Vinhos. Cada um trouxe um vinho e um queijo. E alegria foi geral! Gente inteligente, agradável e bonita, falando de todos os assuntos, rindo muito e, o mais importante, sendo feliz! 


 pão italiano, pão de torresmo, salame, brie, minas padrão, gorgonzola, camembert, mortadela, patê de azeitonas pretas, aliccella e homos - pra começar!
Os preparativos! Taças de várias cores e modelos, com marcadores! Vinhos! Abridores, anéis, torradas e as "tábuas" já devidamente arrumadas!  Uvas Thompson e damascos secos.





Guilherme Marcondes, Márcia Marcondes, Alfredo Marcondes e Perla Aikawa


Sônia Branco, Zé Paulo Carneiro Branco e Alexandre Aikawa


Alexandre Aikawa e José Carlos Martins ( Jacaré)


 Carlos Henrique Duarte (CHD Produções) e Cláudia Boechat (Champanhe com Torresmo)


 Thais Barbizan (carregando o Arthur), Rodrigo Costa, Graciane Riss, Fernando Hossne, Débora Oliveira e Rafael Guimarães


Mulherada linda!!!!!
Rita Bergo, Solange Puglia, Isabella Bergo, Fátima Benetton e Edilene Koga


Foi uma noite maravilhosa!!!
Cheia de alegria!
Valeu!!!
beijocas, Lyli

segunda-feira, 29 de julho de 2013

A MULHER E O BANHEIRO!!!



O grande segredo de todas as mulheres com relação aos banheiros é que quando pequenas, quem as levava ao banheiro era sua mãe. Ela ensinava a limpar o assento com papel higiênico e cuidadosamente colocava tiras de papel no perímetro do vaso e instruía: "Nunca, nunca sente em um banheiro público". 

E, em seguida, mostrava "a posição", que consiste em se equilibrar sobre o vaso numa posição de sentar sem que, no entanto, o corpo não entre em contato com o vaso. 

"A Posição" é uma das primeiras lições de vida de uma menina, super importante e necessária, e irá nos acompanhar por toda a vida. No entanto, ainda hoje, em nossa vida adulta, "a posição" é dolorosamente difícil de manter quando a bexiga está estourando. 

Quando você TEM que ir ao banheiro público, você encontra uma fila de mulheres, que faz você pensar que o Brad Pitt deve estar lá dentro. Você se resigna e espera, sorrindo para as outras mulheres que também estão com braços e pernas cruzados na posição oficial de "estou me mijando". 

Finalmente chega a sua vez, isso, se não entrar a típica mamãe com a menina que não pode mais se segurar. Você, então verifica cada cubículo por baixo da porta para ver se há pernas. Todos estão ocupados. É sempre assim. 

Finalmente, um se abre e você se lança em sua direção quase puxando a pessoa que está saindo. Você entra e percebe que o trinco não funciona. Ele nunca funciona. Você então pendura a bolsa no gancho que há na porta e se não há gancho (quase nunca há gancho), você inspeciona a área. 

O chão está cheio de líquidos não identificados e você não se atreve a deixar a bolsa ali, então a pendura no pescoço enquanto observa como ela balança sob o teu corpo, sem contar que é quase decapitada pela alça porque a bolsa está cheia de bugigangas que você foi enfiando lá dentro, a maioria das quais não usa, mas que guarda porque nunca se sabe. 

Mas, voltando à porta... Como não tinha trinco, a única opção é segurá-la com uma mão, enquanto, com a outra, abaixa a calcinha com um puxão e se coloca "na posição". 

* Alívio... AAhhhhhh... Finalmente! * 

Nessa hora os músculos começam a tremer. Você está suspensa no ar, com as pernas flexionadas e a calcinha cortando a circulação das pernas, o braço fazendo força contra a porta e uma bolsa de 5 kg pendurada no pescoço. 

Você adoraria sentar, mas não teve tempo de limpar o assento nem de cobrir o vaso com papel higiênico. No fundo, você acredita que nada vai acontecer, mas a voz de tua mãe ecoa na tua cabeça "jamais sente em um banheiro público!" e, assim, você mantém "a posição" com o tremor nas pernas. 

E, por um erro de cálculo na distância, um jato finíssimo salpica na tua própria bunda e molha até tuas meias! Por sorte, não molha os sapatos. Adotar "a posição" requer grande concentração. Para tirar essa desgraça da cabeça, você procura o rolo de papel higiênico, maaassss, puuuuta que o pariuuuu! O rolo está vazio. Isso sempre acontece. 

Então você pede aos céus para que, nos 5kg de bugigangas que você carrega na bolsa, haja pelo menos um miserável lenço de papel. Mas, para procurar na bolsa, você tem que soltar a porta. Você pensa por um momento, mas não há opção. 

E, assim que você solta a porta, alguém a empurra e você tem que freiá-la com um movimento rápido e brusco enquanto grita OCUPAAADOOOO! 

Aí, você considera que todas as mulheres esperando lá fora ouviram o recado e você pode soltar a porta sem medo, pois ninguém tentará abri-la novamente (nisso, nós mulheres nos respeitamos muito) e você pode procurar teu lenço sem angústia. 

Você gostaria de usar todos, mas quão valiosos são em casos similares e você guarda um, por via das dúvidas. Você então começa a contar os segundos que faltam para você sair dali, suando porque você está vestindo o casaco já que não há gancho na porta ou cabide para pendurá-lo. 

É incrível o calor que faz nestes lugares tão pequenos e nessa posição de força que parece que as coxas e panturrilhas vão explodir. Sem falar da porrada que você levou da porta, a dor na nuca pela alça da bolsa, o suor que corre da testa, as pernas salpicadas. 

A lembrança de tua mãe, que estaria morrendo de vergonha se te visse assim, porque sua bunda nunca tocou o vaso de um banheiro público, porque, francamente, "você não sabe que doenças você pode pegar ali". Nessa hora você está exausta. 

Ao ficar de pé você não sente mais as pernas. Você acomoda a roupa rapidíssimo e tira a alça da bolsa por cima da cabeça! Então, vai a pia lavar as mãos. Está tudo cheio de água, então você não pode soltar a bolsa nem por um segundo. Você a pendura em um ombro, e não sabendo como funciona a torneira automática, você a toca até que consegue fazer sair um filete de água fresca e estende a mão em busca de sabão. 

Você se lava na posição de corcunda de notre dame para não deixar a bolsa escorregar para baixo do filete de água. O secador? Você nem usa. É um traste inútil, então você seca as mãos na roupa porque nem pensar usar o último lenço de papel que sobrou na bolsa para isso. 

Finalmente você sai do inferno. Sorte se um pedaço de papel higiênico não tiver grudado no sapato e você sair arrastando-o, ou pior, a saia levantada, presa na meia-calça, que você teve que levantar à velocidade da luz, e te deixou com a bunda à mostra! Nesse momento, você vê o teu carinha que entrou e saiu do banheiro masculino e ainda teve tempo de sobra para ler um livro enquanto esperava por você. 

"Por que você demorou tanto?" — pergunta o idiota. 

Você se limita a responder: "A fila estava enorme" 

E esta é a razão porque as mulheres vão ao banheiro em grupo. Por solidariedade, já que uma segura a tua bolsa e o casaco, a outra segura a porta e assim fica muito mais simples e rápido já que você só tem que se concentrar em manter "a posição" e a dignidade. 

Obrigada a todas as amigas que já me acompanharam ao banheiro.
Beijocas,
Lyli

fonte: facebook

RECEITA DE BRIGADEIRO DE NUTELLA




Brigadeiro de Nutella

Ingredientes:


1 Lata - leite condensado
50 ml (1/4 de xícara de chá) - leite
1 Colher (Sopa) - manteiga
1 Colher (Sopa) - chocolate em pó
100g (meio copo) - Nutella

MF:

Aqueça a panela, misture o leite condensado, leite, chocolate, a Nutella e a manteiga.
Leve ao fogo baixo, mexendo sempre até desprender do fundo,
deixe esfriar, enrole, passe na cobertura de sua preferência e divirta-se!!


Beijocas,
Lyli

fonte: Hierophant - facebook

quinta-feira, 11 de julho de 2013

MINI ABAJUR


Para decorar as mesas, um abajur feito por você!
Você vai precisar de uma taça, uma velinha e papel com a estampa de sua preferência.
Corte o papel utilizando o molde, coloque a velinha dentro da taça (se for de vidro muito fino ou cristal, coloque um pouquinho de água dentro para não quebrar), encaixe a cúpula e pronto!
Decoração exclusiva!
bjks,
Lyli 

quarta-feira, 10 de julho de 2013

MARCADORES DE PÁGINAS

Fofos os marcadores de páginas em formato de animais.
Dá pra fazer com EVA ou feltro engomado.
Amei!!!
bjks,
Lyli

terça-feira, 9 de julho de 2013

REFLEXÃO DOS 4.9!!!

Completei 49 anos! E como todo ano, veio a pergunta do Alê: - "Qual a reflexão do dia?". Desta vez foi bem fácil! A reflexão é: ...